Trinta e três anos. Essa é a idade que o Centro Nacional de Estudos Sindicais e do Trabalho (CES) completa neste 21 de abril de 2018, justamente numa data que marca a luta por liberdade e por um outro tipo de sociedade. Esse é o tempo de contribuição para a formação política de inúmeros trabalhadores e trabalhadoras, conscientizando em prol de um país mais justo, humano e fraterno. 

Ao longo destes 33 anos, talvez o CES nunca tenha se feito tão necessário — na verdade mais: imprescindível — quanto agora. Sob o bombardeio aos direitos trabalhistas, precarizados por normas como a Lei 13.429/17, que escancarou a terceirização, e a Lei 13.467/17, que destruiu a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e sob ataques diretos às próprias entidades sindicais, fortalecer o movimento sindical é preciso. E isso só é possível a partir da reflexão política e da formação de uma classe trabalhadora consciente da luta de classes e de seu papel no combate ao capital e à desigualdade promovida por ele. 

Se o CES surgiu, em 1985, no esteio da redemocratização, com toda a esperança daquele momento na construção de um novo país e de uma nova ordem, no auge da reascensão das lutas operárias no país, que tanto contribuíram para o desmantelamento da ditadura civil-militar, sua atuação torna-se ainda mais fundamental neste momento de nova e reformulada ruptura democrática, retorno e recrudescimento do neoliberalismo e ameaças graves aos direitos sociais e ao próprio Estado Democrático de Direito.

No dicionário, o primeiro significado do verbo formar é "dar ou adquirir determinada forma". Quando você se forma, transforma. Esse é o lema do CES, como deveria ser o lema de toda a classe trabalhadora para modificar a dura realidade que temos vivido e moldar outra, com nossas próprias mãos, unidas, e a força da nossa luta.

 
*Cristina Castro é professora, sindicalista , integrante da Diretoria Plena da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino — Contee e do CES.Compõem a Executiva do Fndc- Fórum Nacional de Democratização da Comunicação.
Campanha CES

debate sindical

 

integracao latina americana e os trabalhadores

 

ces 30 anos

 

para que serve o movimento sindical

 

Cadastre-se

Cadastre-se e receba por email informações atualizadas do CES – Centro Nacional de Estudos Sindicais e do Trabalho

Contato Hotline rodape

Entre em contato com o CES.

  • Hot line: +(11) 3101-5120

Conecte-se

Conecte-se ao CES através das redes sociais

Facebook: http://www.facebook.com/cesforma 
Twitter: http://twitter.com/cesforma